A ActionAid é um movimento global de pessoas que trabalham juntas para promover os direitos humanos e superar a pobreza.

Onde Atuamos

Nós estamos presentes em mais de 40 países e trabalhamos com mais de 15 milhões de pessoas para superar a pobreza.

A ActionAid trabalha em 13 estados no Brasil, beneficiando mais de 300 mil pessoas. Além disso, apoiamos a ActionAid na África do Sul, Bangladesh, Burundi, Etiópia, Gâmbia, Gana, Guatemala, Haiti, Lesoto, Malaui, Moçambique, Nepal, Nigéria, Tanzânia, Uganda, Somalilândia, Zâmbia e Zimbabwe para levar ajuda àqueles que vivem em situação de pobreza e têm seus direitos humanos negados.

  • A África do Sul é um país de diversidade. Lá 11 línguas são reconhecidas oficialmente e entre os líderes comunitários estão rabinos e jogadores de rúgbi. Curandeiros trabalham ao lado de executivos e...
  • Nosso trabalho envolve 25 organizações parceiras e alcança cerca de 1 mil comunidades em 13 estados, beneficiando mais de 300 mil pessoas.
  • Burundi está localizado no coração da África. Após uma década de guerra civil, sua população sofre com a ausência de direitos e serviços básicos, como alimentação, saúde, educação e habitação. Cerca...
  • A Etiópia é o país independente mais antigo da África e que nunca foi colonizado. Propenso à seca e à escassez de alimentos, a população da Etiópia tem sofrido com graves crises alimentares nas...
  • Em Gana, a ActionAid atua na região de Bawku, no nordeste do país. Essa é uma das regiões mais pobres de Gana, que sofre 7 meses do ano com o clima árido. Além disso, a região está longe de portos,...
  • Na Guatemala trabalhamos em regiões onde mais de 75% da população local vivem em situação de pobreza e dependem diretamente da agricultura para geração de renda, tendo o milho como um dos elementos...
  • A Gâmbia é um dos menores países da África, infelizmente isso não indica que sua população sofra menos com a pobreza: aproximadamente um terço vive abaixo da linha de pobreza.
  • O Haiti é um dos países mais pobres do mundo. Cerca de 80% das pessoas vivem abaixo da linha de pobreza e lutam diariamente pela sobrevivência. A renda per capita média da população é de menos de U$1...
  • O Malawi é um país predominantemente agrícola e 61% da sua população vivem abaixo da linha de pobreza. A maioria depende da agricultura de subsistência, mas a propensão a variações climáticas...
  • Em Moçambique, o trabalho da ActionAid está localizado na região central do país, em comunidades como Lugela e Mocuba. Essa área foi o centro da guerra civil entre o governo e rebeldes por quase duas...
  • Após décadas alternando entre golpes militares, a Nigéria teve, em 1999, uma liderança eleita. Mas o governo enfrenta o desafio crescente de impedir que o país mais populoso da África se despedace...
  • A Tanzânia é um dos países mais pobres do mundo e muitos dos seus habitantes vivem abaixo da linha de pobreza do Banco Mundial. O país tem poucos minerais exportáveis e um sistema agrícola primitivo.
  • Durante a década de 70 e 80, a Uganda ficou conhecida pelos recorrentes abusos de direitos humanos e quase 500 mil pessoas morreram pela violência apoiada pelo estado.  Desde 1980, Uganda saiu...
  • A Somalilândia é um Estado não reconhecido internacionalmente, localizado no território da Somália. Apesar de não ser reconhecido, tem sistema político, instituições governamentais, força policial e...
  • A Zâmbia abriga as Cataratas Vitória, uma das sete maravilhas naturais do mundo, de acordo com a Unesco. Mas apesar de atrair turistas pela sua beleza natural, 75% da sua população vivem abaixo da...
  • O Zimbabwe é um país que está em profunda crise econômica há décadas. A pobreza e o desemprego são endêmicos, e cerca de 70% da população vivem em situação de pobreza, de acordo com o Banco Mundial.
  • No Nepal, 25% da população do país está abaixo do nível da pobreza, fator provocado pela desigualdade social do sistema de castas. Os mais afetados são as mulheres, os dalits - a casta mais baixa da...
  • A ActionAid está desde 1983 em Bangladesh, um dos países com maior densidade populacional do mundo. A carência é profunda e generalizada: 43% das pessoas vivem abaixo do nível da pobreza.